800 pessoas já receberam chaves
21.01.2017

O sonho do negócio próprio - ou a expansão dele - ficou mais palpável para aproximadamente 800 pessoas na tarde de ontem (20), mais precisamente na Avenida Filomeno Gomes, 430, no Bairro Jacarecanga. Isso porque foram entregues as primeiras chaves dos boxes que fazem parte do Centro Fashion de Fortaleza, que tem inauguração prevista para o dia 26 de abril.

Nesta primeira fase do empreendimento, serão entregues cinco mil unidades, sendo 150 lojas e 4.850 boxes. Desse total, 3700 unidades, entre boxes e lojas, já foram comercializadas até o momento. A comercialização das 1300 unidades restantes é o que falta para que comece a ser pensada a segunda fase do equipamento, ainda sem data para ser lançada, conforme o diretor do Centro Fashion Fortaleza, Philomento Neto.

"Nós iremos focar inicialmente na primeira fase. Queremos atingir a meta de 5 mil, então depois dessa disso é que a gente vai planejar a segunda fase", afirma Neto, completando que as vendas estão indo bem em janeiro. "Nós estamos com uma boa aceitação. Quanto mais perto da inauguração, mais as pessoas se animam para comprar".

E a animação para adquirir as unidades não vem só dos cearenses. Segundo Neto, Pernambuco tem sido um Estado forte na compra dos espaços.

André Pontes, diretor da área comercial do Grupo Marquise, avalia que o lançamento da próxima fase irá depender do cenário econômico do País e de como forem as vendas daqui em diante. "Depende um pouco do cenário econômico do País. Neste momento, a gente está focando realmente na inauguração e na conclusão da comercialização do que estamos lançando agora".

Expectativa

Logo após a entrega das chaves, Cirlene Ferreira e a família já faziam algumas medições no espaço do box, que deve ser adesivado para a inauguração. Ela e o marido, que antes trabalhavam com uma gráfica, estão entrando pela primeira vez no ramo.

A pretensão de Cirlene é vender moda feminina, moda masculina e bijuterias no local, o que deve demandar, ao todo, segundo ele, investimento em torno de R$ 6 mil, sendo entre R$ 3 e R$ 4 mil para as roupas e R$ 2 mil para as bijuterias.

"Eu sempre andei muito na José Avelino e quando surgiu a oportunidade aqui, meu marido sugeriu: 'vamos comprar?', então decidimos comprar para ver no que vai dar. Estou com uma expectativa muito boa para este centro", diz Cirlene.

No box comprado pela comerciante Veridiana Barbosa, serão vendidos as bolsas e sapatos que ela já confeccionava e antes vendia na feira da José Avelino. Ela explica que, como a sua clientela vem, majoritariamente, de outros estados, o local servirá mais como um ponto de retirada e contato com os consumidores.

"Quem compra mais da gente são os estados do Amapá, Goiás e São Paulo, então já temos uma clientela certa que é mais de fora do Ceará", explica, destacando que, para começar, deverá levar para o Centro Fashion cerca de R$ 2 mil em mercadorias.

Fonte: http://diariodonordeste.verdesmares.com.br/cadernos/negocios/800-pessoas-ja-receberam-chaves-1.1691209